Soluções de atendimento digital para todos os tamanhos de empresas.

Afinal, como reduzir a rotatividade da equipe?

Reduzir a rotatividade da equipe é um dos maiores desafios internos das empresas. Mas existem algumas práticas que ajudam a melhorar esse índice, confira!

Afinal, como reduzir a rotatividade da equipe?

 

Não é viável para nenhuma empresa demitir e contratar funcionários regularmente. Além do custo envolvido no processo, você vai perder um tempo precioso. Por isso, é interessante encontrar maneiras de reter os bons profissionais e, assim, reduzir a rotatividade — ou turnover, como alguns costumam chamar.

Existem diversos fatores que implicam no aumento da rotatividade, como o baixo salário e a falta de motivação no ambiente de trabalho. A maior parte deles são controláveis, basta saber onde está o problema e realizar mudanças. Mas nem todos dependem da organização — a aposentadoria é um bom exemplo. Ou seja, é normal que haja mudanças no quadro de colaboradores — às vezes, são até desejáveis.

Logo, é seu dever focar nas questões que podem ser administradas para evitar um alto índice de rotatividade. Quer saber como? Continue lendo e confira nossas dicas!

Peça feedbacks

Você já esteve em alguma reunião em que a maioria fica só ouvindo as instruções e não participa? Infelizmente, isso é bastante comum. O ideal é que os colaboradores se envolvam nos assuntos da empresa, levantando pontos importantes. De nada adianta cobrar resultados, mas não conhecer os principais obstáculos enfrentados pela equipe.

Você mostra aos funcionários que a instituição se preocupa com eles e, de quebra, descobre possíveis falhas. Até mesmo quando alguém pede para sair é aconselhável fazer uma reunião demissional a fim de coletar informações. Assim, você evita que isso se repita com frequência.

Faça uma boa seleção de candidatos

O caminho para o sucesso já começa na seleção de candidatos ao cargo. Você deve ter certeza que o profissional tem as características e habilidades necessárias para desempenhar a função pretendida. É importante, principalmente, fazer as perguntas certas e observar a postura do candidato.

Veja também se a pessoa tem o perfil que se encaixa na cultura organizacional da empresa. Se você acha que a seleção praticada atualmente deixa a desejar, considere terceirizar o serviço e contratar uma agência especializada em recrutamento.

Construa um plano de carreira

Um funcionário desmotivado, que só vai para o trabalho bater ponto e receber o salário no fim do mês não costuma durar muito tempo na empresa. Para isso, é necessário deixar claro as etapas e competências necessárias para subir de nível.

Geralmente, adotam-se as categorias júnior, pleno e sênior nas diferentes áreas de atuação. Assim, os colaboradores se esforçam para conseguir uma promoção — o que os deixam motivados a produzirem mais.

Crie um ambiente agradável

Existem diversas empresas que não são conhecidas por pagarem o maior salário do mercado, mas são bastante procuradas por profissionais que acabaram de se formar. Afinal, apesar de ser um ponto favorável, o dinheiro não é o único fator de peso para essa escolha. O ambiente e condições de trabalho também contam.

Além da estrutura física do estabelecimento, como um espaço arejado, poltronas confortáveis e local para lazer, você deve investir na criação de um bom clima organizacional. Muitas vezes, detalhes como horários flexíveis, bônus e confraternizações mensais podem ser decisivos para a retenção de pessoas.

Esses são alguns exemplos de como reduzir a rotatividade da equipe. É importante deixar claro ainda que sem um bom líder, nada disso funcionará. Sempre dê o exemplo e coloque a mão na massa para conseguir bons resultados, pois muitos vão seguir você durante essa jornada.

Quer mais dicas para montar um time de sucesso? Leia nosso artigo com 5 formas de promover o engajamento de equipe e entenda mais!

Não perca as novidades da Hi Platform

Assine nossa newsletter para ficar por dentro dos lançamentos da Hi